A cor do cocó do bebé está diferente
Carregando... 10 view(s)
A cor do cocó do bebé está diferente? Conheça as principais causas
Voltando a atenção para a fraldinha do seu filho – mais especificamente para o seu conteúdo – poderá notar que a cor do cocó do bebé sofre alterações. Sabe se a cor do cocó do bebé é normal? E conhece as causas da alteração na coloração das fezes? Venha saber mais com a Farmácia Turcifalense Online.

Ser mãe faz com que se sinta na pele o nascer de inúmeras dúvidas. À medida que o quotidiano começa a apresentar novidades (o que, na primeira infância, acontece quase todos os dias) são muitas as mamãs que se assustam com o desconhecido e que temem naturalizar os acontecimentos, com medo de ignorar potenciais sintomas.

Começamos, pois, por descansá-la: a grande maioria das alterações que verá no bebé são, não só naturais, como desejáveis. Ainda assim, o melhor conselho que podemos deixar é para que, perante qualquer dúvida ou medo, consulte o médico do seu filho. Este irá, certamente, responder a todas as suas questões.

No que diz respeito à cor do cocó no bebé, há muito que se pode dizer. A alteração na coloração das fezes prende-se com inúmeros fatores, dos quais se destaca a idade da criança, o seu tipo de alimentação, as alterações no leite e também eventuais problemas de saúde (nomeadamente ao nível do sistema digestivo do bebé).

Embora a mudança na cor do cocó do bebé seja, em geral, normal; para alterações significativas e bruscas, principalmente se acompanhadas de outros sintomas, a consulta de um pediatra é essencial.

Dada a pertinência da questão, a Farmácia Turcifalense Online debruça-se sobre as fraldinhas, para explicar as principais causas da mudança da cor do cocó no bebé. Acompanhe-nos para saber tudo sobre esta questão.



1. As alterações na cor do cocó no bebé


O cocó do bebé está com uma coloração diferente? Não se assuste! Existem várias causas que podem levar a este acontecimento e apenas algumas delas são sinais de alarme.

A alteração do leite materno; a passagem para a fórmula ou a introdução de novos alimentos são algumas das razões que promovem esta alteração mas, a estas, somam-se outros fatores como o tempo da digestão ou a idade da criança.

Iremos, por isso, explicar-lhe as principais causas para cada cor do cocó do bebé.



2. A cor do cocó do bebé e as suas causas



2.1. Fezes amareladas


Quando a cor do cocó do bebé tende para o amarelo, isto significa que este está normal, principalmente se a criança estiver ainda numa fase de aleitamento materno. Este cocó é muitas vezes mole mas não deve gerar preocupação, salvo se a mamã notar que este se desenvolve para uma diarreia.



2.2. Fezes esverdeadas


Principalmente entre os recém-nascidos, a coloração esverdeada nas fezes é absolutamente normal. Depois do nascimento, este cocó (ao qual se chama, também, mecónio), apresenta uma cor verde escura e tem uma textura algo elástica e peganhenta.

Ainda dentro da tonalidade verde, é natural que a cor do cocó do bebé comece a tornar-se mais clara ao longo dos primeiros dias, ganhando também uma textura mais aguada.

Mais tarde, o verde na cor do cocó do bebé poderá ser indicadora de que houve uma mudança alimentar; uma resposta à toma de algum medicamento ou ainda sintoma da presença de uma infeção.



2.3. Fezes brancas


Por norma, quando a cor do cocó do bebé é branca, esta é indicadora de que a criança pode estar a fazer mal as digestões, devido ao mau funcionamento do fígado e à parca produção de bílis. É importante que, se a cor do cocó no bebé tiver tomado esta tonalidade durante mais de dois dias, as mamãs consultem um pediatra.



2.4. Fezes avermelhadas


Quando são introduzidos novos alimentos na rotina alimentar do seu filho, o vermelho torna-se uma cor do cocó do bebé bastante comum. Alimentos como os frutos vermelhos, a beterraba ou o feijão são responsáveis por esta tonalidade fecal.

Ainda assim, deve ter em atenção que a presença de sangue nas fezes lhe confere, também, essa tonalidade, razão pela qual deve estar atenta. Se notar que a cor das fezes se deve à presença de sangue, deve consultar de imediato um pediatra, uma vez que esta situação pode indicar eventuais infeções intestinais, alergias alimentares ou ainda prisão de ventre e hemorróidas.



2.5. Fezes castanhas


Suplementos alimentares, como é o caso do ferro, tendem a deixar o cocó do bebé mais escuro. Ainda assim, tal como a tonalidade vermelha, esta cor do cocó no bebé pode indicar sangue nas fezes, devido a lesões intestinais. A identificação do problema junto de um especialista de saúde torna-se, então, fundamental.



3. Dicas importantes


Embora a grande maioria das alterações sejam naturais, as mamãs devem manter-se atentas à frequência, consistência e coloração das fezes do bebé.
Caso seja observada uma alteração repentina ou persistente na cor do cocó do bebé, é essencial que se procure um pediatra para identificar potenciais problemas de saúde.

Alguma vez verificou alguma alteração brusca na cor do cocó do seu bebé? Como lidou com esta situação? Conte-nos tudo sobre a sua experiência.

A cor do cocó do bebé está diferente? Conheça as principais causas

Back to Top